Make your own free website on Tripod.com

Pedagogia Hospitalar

Página principal | Conceito | Objetivos | Atividades Pedagógicas | Contatos

Objetivos

  
Dentre os vários objetivos do trabalho da Pedagogia Hospitalar, o mais importante deles,  é assegurar o bem-estar físico, psíquico e emocional da criança e do jovem que estão  hospitalizados. 
 

Além do objetivo principal deste trabalho, que foi citado acima, o pedagogo que atua em um hospital, precisa observar também os outros objetivos e seus respectivos rtesultados.
Entre eles:
 
  • Possibilitar à (ao) criança/jovem Hospitalizada(o) a continuação de suas atividades escolares: Com esse elo entre a escola e o hospital, o estudante continua os seus estudos, mesmo estando hospitalizado. Esse trabalho é realizado com envolvimento do lúdico e do pedagógico, incluindo os conteúdos trabalhados na série e escola onde a criança e/ou adolescente estudam, respeitando contudo, suas restrições do tratamento médico.

 

  • Evitar que o período hospitalar seja um momento de sofrimento e de vazio: Através das atividades lúdicas e pedagógicas os enfermos se envolvem de tal forma que esquecem um pouco da doença, sentindo-se felizes e produtivos. Além disso, essas atividades transformam o ambiente hospitalar de um lugar triste e muitas vezes desconfortante, para um local mais descontraído.

 

  • Socializar a criança e o jovem que estão hospitalizados: Através de teatros e histórias que tem uma relação com o cotidiano, a criança e o adolescente sentem-se integrados à sociedade. Isso também é feito através do contato familiar e escolar, evitando que o indivíduo se sinta excluído, pelo fato de estar hospitalizado. Com isso, a(o) criança/adolescente busca forças no seu interior para reagir diante da doença, tendo esperanças de cura e da volta ao convívio familiar e social.

 

  • Ajudar à criança e ao jovem a superar este momento difícil da sua história: Com apoio psicopedagógico, projetos pedagógicos, interação com a família e a escola, o doente enfrenta suas dificuldades de maneira mais positiva, diminuindo suas ansiedades, sofrimento e medo, que muitas vezes acabam tornando lenta a sua recuperação. 

 

  • Evitar o fracasso escolar:Muitas enfermidades requerem a permanência dos doentes durante longo período em ambiente hospitalar, sendo motivo de um fracasso escolar. Mas com a ação dos pedagogos nesse ambiente, o processo de aprendizagem da(do) criança/adolescente hospitalizada(o) não sofre bloqueios ou atrasos.    

 

  • Auxiliar a família da(do) criança/adolescente hospitalizada(o): Com o apoio psicopedagógico, a família do enfermo supera com mais facilidade sua insegurança e sofrimento, causados pela doença e pela hospitalização da criança ou do adolescente.

criancas1.jpg
www.google.com.br/imagens/crianças